Loading...

Logo você terá acesso ao site

  • Marcus Vinicius

Veja como iniciar a sua startup


Veja como iniciar a sua startup

Um novo ecossistema de negócios se instalou na economia mundial de países que respiram inovação, como o Brasil, principalmente na última década. A cultura empreendedora tomou conta de tal forma a ponto de você poder iniciar sua startup.


Mas como fazer isso? É possível? Sim, plenamente. Então, neste texto você verá que basta ter boas ideias na cabeça para começar este sonho.


O que são as startups?

É difícil encontrar uma definição única de startup, há muitas por aí, que dependem do contexto. Há dicionários que colocam simplesmente uma startup como uma empresa de PABX ou não que acabou de nascer ou novata.


Mas você diria que o boteco da esquina da sua casa, que acabou de abrir, seria uma startup, então? Não parece encaixar, certo?


A gente pode começar a encontrar um caminho para essa resposta a partir desta definição: uma empresa nova, cuja capacidade de crescimento e inovação pode causar uma verdadeira disrupção e mudança de paradigma em seu setor de atuação.


Mas mais do que, por exemplo, uma empresa de dedetização nova ou antiga, pequena ou grande, startup virou um conceito de gestão também, uma espécie de modelo.

É muito comum ouvir de empresas gigantes e já reconhecidas pelo grande público, de uma adoção de processos mais ágeis e de projetos que levam semanas ou no máximo meses para serem levantados e implementados.


Isso é cultura de startup, que já se consolidou e é referência tanto para o surgimento de novas companhias, como empresa de maquina de suco de laranja, quanto para grandes e tradicionais corporações que veem nas startups uma inspiração para se renovar.


Agora que ficou mais claro o que são as startups, chegou o momento de entender alguns pontos que complicam o ínicio desse investimento. Mas calma, logo depois apresentaremos ideias viáveis para a criação da sua empresa. Confira!


Por que às vezes é difícil começar uma startup?

Geralmente, quando se cria, por exemplo, um negócio de contabilidade para igrejas, do zero, sem necessariamente uma infraestrutura e nem mesmo uma equipe definitiva montada ao seu lado, é mais do que normal você querer se superar a cada dia para atingir melhores resultados.


E isso acaba acarretando em um dos maiores percalços na vida de um empreendedor: o cansaço. Embora seja certo o surgimento de obstáculos, é como você os enfrenta que determina, na verdade, os resultados.


O empreendedor que souber manter a motivação e superar a exaustão diante das adversidades, estará preparado para criar e manter um negócio de escritorio de contabilidade e consultoria de sucesso, por exemplo.


Além disso, é fundamental que os donos de startups saibam seus limites e se respeitem. Uma boa dica para superar esse cansaço é se desconectar por algum tempo dos eletrônicos.

Isso reservará energia, aumentará a percepção criativa e ajudará a manter a produtividade. Além disso, cuide de si mesmo.


Os empreendedores que estão começando uma startup, ainda seguindo o exemplo, de abertura de empresa contabilidade, costumam se esgotar sem olhar para a saúde. Não cometa este erro também.


Um outro erro básico de muitos fundadores recentes de startups é o microgerenciamento de tarefas. Realmente, serão muitas delas. Por isso, em vez de listar tudo e perder tempo com isso, pense em contratar alguém para esta função ou tenha mais foco para fazer o que realmente é necessário.


Ah, não leve as coisas tão a sério assim. Aproveite que o negócio é seu e faça mimos para você mesmo como recompensa do trabalho árduo e cansativo. Isso ajudará a reduzir o estresse e tornará sua experiência muito melhor.


Essas dicas podem ser usadas para manter a motivação ao se deparar com os obstáculos inevitáveis de se construir um negócio. Além disso, você pode se inserir em incubadoras e aceleradoras que investem em startups.


Entrar no ecossistema pode ajudar a entender que você não está passando por essa experiência difícil de organizar seu negócio do zero sozinho.


Há muitos empreendedores vivenciando os mesmos problemas. Compartilhá-los em grupo é uma ótima forma de não deixar que essas pedras no caminho te “engulam”.


Como iniciar uma startup?

Para iniciar uma startup, você precisa definir várias coisas antes de mais nada. Primeiramente, pergunte-se em relação à ideia de, por exemplo, uma empresa de limpeza piso: “alguém já fez isso ou algo parecido?” “se não, por que ainda ninguém fez?”


Para responder a essas questões, pesquise muito e verifique o mercado! Pesquisar é extremamente importante para saber se vale a pena seguir com a sua ideia ou não.


Em seguida, verifique a necessidade da sua ideia para as pessoas. É um problema e uma demanda real que a sua startup resolverá?


Além disso, analise quais tecnologias são necessárias para implementar sua ideia. Se as tecnologias ainda não existem, quanto custaria para desenvolver? Isso é essencial saber.


Para estimar o volume do nicho de mercado, examine os casos de sucesso em áreas de negócios semelhantes, estude as tendências da demanda e descubra a taxa de crescimento do nicho.


Lembre-se de que sempre há alguns concorrentes que você precisa vencer. Tente entender se o seu nicho é altamente competitivo, verificando as estatísticas de uso global.


Crie um plano de negócios

O plano de negócios é o documento que envolve tudo o que você quer fazer para a sua startup, desde a concepção da ideia até a contratação de pessoas.


Neste plano você pode incluir a missão e os valores da sua startup, os resultados da pesquisa de mercado, todas as metas, os cronogramas de desenvolvimento de projetos dentro da startup e o orçamento detalhado.


Também é recomendável incluir como você pretende ganhar dinheiro com essa startup. Ou seja, de onde virá a receita? Descreva esse plano de monetização e mostre a experiência e as qualidades da equipe do projeto.


Mas para que serve? Um plano de negócios é uma forma de você apresentar suas ideias de forma oficial e com um layout mais inteligível para possíveis investidores que poderão se interessar pela sua startup e garantir boas rodadas de investimento.


Encontre uma forma de financiar sua startup

Para iniciar uma startup é necessário dinheiro para desenvolver os projetos demandados e, assim, executá-los a ponto de ganhar escala.


Primeiro, mostre aos grandes investidores que sua ideia não é um simples papel rabiscado. Apresente a robustez que a sua startup pode atingir. Dependendo da vantagem competitiva, da inovação e do pioneirismo, a ideia é que você encontre uma forma de financiar tudo isso.


Qual seria a melhor forma de conseguir dinheiro para o seu projeto de startup? Abaixo, encontre as fontes de financiamento mais populares:


● Economias próprias guardadas;

● Família, amigos ou conhecidos;

● Empréstimos bancários;

● Investidores Anjo;

● Seed Capital;

● Venture Capital.

Essas podem ser algumas das opções de financiar sua startup e colocá-la de pé.

Hora de dar o nome

É normal que surja primeiro a ideia da startup, com um nome provisório, e depois haja uma mudança para um nome mais chamativo, curto, memorável, fácil de se pronunciar e que tenha mais a cara do negócio.


Muitas startups usam nomes com pouquíssimas letras. Pense em algo que seja fácil de compartilhar e que tenha compatibilidade com o negócio, afinal o nome da sua startup é a primeira coisa que os usuários em potencial ouvem sobre você.


Lembre-se: a primeira impressão, geralmente, é a que fica. Portanto, escolha com muito cuidado, compare com os seus concorrentes e veja se não há chances de ter algo muito parecido que possa lhe causar problemas lá na frente.


O que é MVP e qual importância disso?

Fazer um MVP, sigla para Produto Mínimo Viável, é o começo da prática de sua startup. É um protótipo do seu produto, serviço ou solução de abertura de empresa simples, por exemplo, que tem como objetivo estudar as necessidades, preferências e estilo do produto por parte dos clientes ou usuários.


Um desenvolvimento MVP é bom porque precisa de menos investimentos, afinal, é apenas um teste para saber a viabilidade e a aderência.


Porém, lembre-se que é um teste praticamente válido, colocando parte de sua reputação no mercado. Não trabalhe o MVP como se fosse só um esboço. O ideal é que você faça de tudo para que esse teste esteja muito perto do produto ou serviço final.


Então, considere o ciclo completo de desenvolvimento do produto ou do serviço, incluindo marketing, desenvolvimento de tecnologia, design e suporte ao cliente.


Considerações finais

Lá no começo deste texto chegamos a ver que bastava uma boa ideia para começar e abrir sua startup, certo?


Claro que a ideia precisa ser pioneira para justificar a criação de uma nova empresa, mas a cultura de startup ajuda muito a moldar o produto ou o serviço, como vimos ao longo do texto.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 visualização
  • Facebook Umdesign
  • Instagram Umdesign
  • LinkedIn Marcus Vinicius
  • Pinterest Umdesign
  • Twitter Umdesign