Loading...

Logo você terá acesso ao site

 
  • Marcus Vinicius

Marketing empresarial: conheça algumas boas estratégias


Marketing empresarial diz respeito a todas as estratégias de marketing que uma organização aplica em seu dia a dia. Seu objetivo é captar novos clientes e atender as demandas dos atuais, bem como dos colaboradores.


O marketing por si só é muito importante para o empreendedorismo, sendo que isso já é realidade há muito tempo. Além disso, todas as mudanças trazidas pela internet fizeram do marketing digital uma estratégia cada vez mais necessária.


Só que agora ele está mais inteligente, pois consegue entender a mente do consumidor, atuando, principalmente, em sua jornada de compra.


Nesse ponto, mais uma vez, nos deparamos com o marketing digital, o que leva muitas pessoas a deixarem a vertente empresarial tradicional um pouco de lado.


Só que um não exclui o outro, pelo contrário, a combinação de ambos é a fórmula do sucesso para qualquer companhia.


Estar na internet e, ao mesmo tempo, cuidar de todos os pontos necessários dentro da organização é um equilíbrio necessário, mas é preciso também saber como fazer isso.


Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o que é marketing empresarial, seus quatro P’s e quais são as melhores estratégias para se colocar em prática.


O que é marketing empresarial?

Marketing empresarial são todas as ações de marketing que um negócio coloca em prática no dia a dia. O objetivo é atender as demandas dos clientes atuais e conquistar novos.


São ferramentas que ajudam a encontrar soluções que melhoram continuamente o desempenho da organização.


Então, quando uma empresa de promotor para eventos, por exemplo, trabalha o marketing empresarial, está em busca de inovação e comprometimento por parte de todos os envolvidos.


Inclusive, a união entre os colaboradores é muito importante para que o objetivo principal seja alcançado. Contudo, estamos falando de uma estrutura complexa em que a execução só funciona com a colaboração de todos.


Trata-se de um tipo de marketing cada vez mais necessário, principalmente quando levamos em conta a diminuição dos limites territoriais, mudanças nas relações de consumo e interação diferenciada.


Em vista disso, as companhias precisam planejar de que maneira o marketing pode atuar, para que os objetivos e metas sejam alcançados. Assim, vemos sua importância como a chave para o sucesso de qualquer empreendimento.


Conheça os quatro P’s do Marketing Empresarial

Para que as estratégias funcionem e colaborem com o marketing empresarial, precisamos conhecer os seus 4 P’s, que são:

Produto;

Preço;

Praça;

Promoção.


O primeiro está relacionado à solução que a marca vende, mesmo que seja um serviço, como no caso de uma empresa de instalação de cameras.


É necessário mostrar que a companhia vende uma solução, algo que pode resolver o problema do cliente. Isso deve ser transmitido com clareza, além de destacar os diferenciais da oferta.


O preço diz respeito ao valor monetário que a marca cobra pelo que vende. Só que ele deve ser calculado de modo que seja justo tanto para a empresa quanto para o consumidor.


As organizações que têm mais credibilidade perante o público-alvo são aquelas que calculam a precificação de maneira transparente, associando o valor às vantagens do produto.


A praça diz respeito ao modo como o produto ou serviço é distribuído. Geralmente, isso não acontece em um único ponto de venda, visto que existem muitas outras maneiras.


Alguns exemplos são:

Catálogos;

Revendedores;

Parceiros;

Internet.


Por fim, a promoção se refere à forma como o produto é divulgado, portanto, os canais que a companhia, como uma clinica de fisioterapia, utiliza para levar aos consumidores a sua solução.


É necessário considerar os melhores canais de divulgação para estar onde o público-alvo está. Depois, precisamos pensar em como investir neles, para aí sim saber como será o processo de vendas.


Estratégias para aplicar o marketing empresarial

Agora que já vimos o que é necessário dentro do marketing empresarial, podemos ver de que maneira ele pode aumentar as vendas do seu negócio.


Os 4 P’s que vimos acima são usados como instrumentos que moldam a jornada de compra do cliente, então, nesse sentido o marketing digital funciona como um apoio.

Não devemos nos esquecer de que os canais digitais são utilizados por qualquer consumidor, principalmente na busca por produtos e serviços. Em vista disso, algumas boas estratégias são:


Usar as redes sociais

As redes sociais fazem parte da vida das pessoas, portanto, as empresas, como uma de serviços contábeis, precisam estar lá também.


Nesse caso, o objetivo são as práticas profissionais, que são divulgar mais o negócio e atender as demandas dos clientes.


Definir a persona

A persona é um personagem que representa o perfil de cliente ideal da corporação. Ela possui características como nome, profissão, idade, estado civil, dentre outras.


É possível construir mais de uma persona, aliás, isso é muito comum, mas não deve ser feito de maneira exagerada. Isso porque uma persona limita o público, enquanto muitas podem fazer o foco se dispersar.


O objetivo da persona é adequar as estratégias de marketing, para que elas atinjam as pessoas certas, que são aquelas que têm mais chances de comprar com o seu negócio.

Isso é importante porque os consumidores têm necessidades distintas, enquanto uns precisam dos serviços de uma empresa de fomento mercantil, outros têm interesse em assuntos variados.


A persona faz com que a empresa se posicione melhor em relação ao mercado e também ao público.


Segmentar a audiência

A segmentação da audiência faz com que os resultados das estratégias de marketing sejam muito melhores. Geralmente, as organizações já construíram a sua audiência, mas é necessário segmentá-la.


Trata-se de uma pesquisa em que é possível encontrar os pontos em comum entre as pessoas. Agora, se o seu negócio não possui um público, a segmentação pode ser feita com base na audiência dos seus concorrentes.


Isso envolve os dados demográficos, que mostram características únicas, como classe social, profissão, religião, sexo, família, escolaridade, dentre outros.


Também é necessário avaliar os dados geográficos, que mostram onde o público mora, dividindo-o em bairro, estado, cidade e país.


Ademais, temos os dados psicográficos, que levam em conta estilo de vida, valores e personalidade. Sendo assim, uma empresa de portaria e limpeza, por exemplo, pode definir como subdivisão dos dados demográficos.


Por fim, temos os dados comportamentais, que mostram como o público se relaciona com o conteúdo ou produto.


Isso significa saber se o público-alvo conhece o assunto em pauta nos conteúdos criados, as fontes de informação que utilizam e a atitude da empresa em relação a essas informações.


Também é uma forma de saber como a audiência usa e responde a um serviço e até nicho de atuação.


Investir em marketing de conteúdo

Antes de vender, as organizações, como uma empresa de consorcio de veiculos contemplados, precisa se posicionar como referência no mercado em que atua. Com isso, fortalecemos a confiança dos clientes.


Os conteúdos podem assumir diversos formatos, como postagens em blogs, e-book, webinar, infográficos, dentre outros.


Estabelecer metas e objetivos

A organização precisa definir o seu conceito de sucesso, trata-se de algo individual, visto que o que pode ser sinônimo de sucesso para o seu negócio não é para outro.


Feito isso, é possível definir objetivos e metas, de curto, médio e longo prazo. Com isso, o gestor entende como está o desempenho do negócio e o que pode ser melhorado.


Também é importante que as metas sejam bem realistas, sendo que uma maneira de fazer isso é procurando os KPIs dos concorrentes.


Toda empresa precisa saber o que acontece em seu mercado de atuação para não perder sua competitividade. Isso porque, assim como as empresas de contabilidade, é possível encontrar novas oportunidades.


Depois que conhecemos os potenciais clientes, precisamos saber sobre suas prioridades e como os leads se movem pelo funil de vendas.


Também é necessário definir a ação necessária para que os clientes consumam os conteúdos produzidos. Além disso, as metas precisam estar alinhadas à jornada de compra.


Um exemplo de meta é aumentar a visita ao site, visto que nele os usuários reúnem informações sobre a empresa e o que ela faz.


Entregar soluções aos clientes

Por fim, toda marca precisa transmitir a imagem de que a empresa entrega soluções e que seu objetivo é resolver problemas.


Isso é importante porque muitas companhias vendem o mesmo que você, então, posicionar-se como especialista significa conseguir se diferenciar perante os olhos dos consumidores.


Conclusão

O marketing do seu negócio é muito importante para que ele cresça e traga bons resultados, então, neste artigo você entendeu um pouco mais sobre isso.

Agora, está pronto para colocar em prática as melhores estratégias, ganhar destaque e vencer a concorrência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

1 visualização